Burger Fest 2019

Falta menos de uma semana para acabar o Burger Fest de 2019 e aproveitando que visitei alguns restaurantes e hamburguerias participantes fiz um ranking avaliando os hambúrgueres que provei.

Como algumas casas visitei em evento ou no Burger Crawl, essa não é uma lista com uma avaliação mais detalhada, são dicas para você escolher bons lugares para aproveitar o festival.

Hamburguesa: Pão Brioche, hambúrguer Dry-aged 180g, queijo prato. Acompanha batata frita. – R$35,00

10⁰ – Cabaña Del Asado – Não, o hambúrguer não é ruim, mas alguém tinha que ficar no final da lista.
É um clássico cheese Burger, o pão de brioche estava super leve, mas achei a carne muito compactada, por ser um de Dry Aged poderia ser mais macia e suculenta.
De sabor estava bom e o ponto da carne estava correto, acabou ficando com o décimo lugar pelo fato do hambúrguer estar um pouco mais duro do que deveria.

Costata Burguer: Hambúrguer de Costata Dry Aged, com ragu de cogumelos e picles de pepino, servido no pão rústico da casa. – R$37,00

09⁰ – Cutello – A casa se destaca com cortes de carne e pratos bem elaborados, o hambúrguer de Dry Aged estava bom, pasou um pouco do ponto que eu pedi mas ainda estava saboroso. Nessa receita o picles e o ragu de cogumelos combinaram muito bem, o ragu por sinal estava incrível.
O que acabou pesando na avaliação foi o pão rústico, ficou um pouco mais massudo do que deveria, acabou tendo muito mais destaque no hambúrguer do que os outros ingredientes principais.

Toast Smash Burguer: Hambúrguer de 120g, picles caseiro, crispy de cebola com páprica, maionese clássica, cheddar e bacon FA em dois toast de pão de forma brioche. – R$35,00

08⁰ – Goose Island Brewhouse – É uma das melhores cervejarias em São Paulo e o forte não é o hambúrguer, mas a combinação dos ingredientes é bem agradável, único porém foi a carne que veio um pouquinho mais passada, isso tirou um pouco da suculência do hambúrguer.
A combinação com cheddar, bacon artesanal e pão de brioche acabou garantindo a casa em oitavo nessa lista.

Burger Anchieta: Pão de hambúrguer, hambúrguer de Angus, queijo gorgonzola, tomatinhos confit, onion ring e rúcula. Acompanhado de molho tártaro rosé e finalizado com picles. Vem com “fritas acompanhamento”. – R$45,00

07⁰ – Riviera Bar – É outra casa que não é conhecida por sua cozinha, mas surpreendeu na combinação do hambúrguer.
O pão de parmesão foi um dos melhores de todos, crocante na medida certa e muito saboroso.
O creme de gorgonzola poderia ser um pouco mais leve para não sobressair demais aos outros ingredientes, mas se você gosta de gorgonzola não perca tempo e vá provar o hambúrguer.

Mezcla Burger: Pão australiano, maionese temperada, alface americana, tomate, hambúrguer de carne, queijo cheddar, cebola assada na brasa com aceto balsâmico e mascavo e crispy de provolone. Para acompanhar, finas fritas, ketchup de goiabada e honey mustard. – R$49,40

06⁰ – Pobre Juan – A casa é focada em cortes preparados na parrilla, com o hambúrguer não seria diferente.
Um bom hambúrguer clássico, carne saborosa e ingredientes frescos, não tem como errar.
Apesar de ser um evento patrocinado pela Heinz, a casa oferece um Ketchup de Goiabada muito saboroso e que combinou muito bem com o hambúrguer.

Cogú: Pão brioche, smash black angus de 100g, queijo gruyère, vinagrete de tomilho, cogumelo paris e abobrinha. – R$25,00

05⁰ – Bullguer – Gostei do hambúrguer, a combinação de abobrinha e cogumelo cai sempre muito bem, o vinagrete de tomilho é bem sutil e pode até passar despercebido.
No mesmo dia também provei o Stencil, um cheese salada muito saboroso.
Apesar dos dois apresentarem combinações distintas, ambos são uma boa pedida.
Achei que pecaram um pouco na apresentação, o Cogú como hambúrguer participante do Burger Fest deveria receber um pouco mais de atenção na montagem.

Katiturf: Burger, cheddar, bacon, bobó de camarão da Kátita Barbosa do Aconchego Carioca. – R$40

04⁰ – Meats – Foi uma escolha difícil e por muito pouco não levou o bronze nessa lista.
A combinação de hambúrguer e bobó de camarão é no mínimo inusitada mas me agradou bastante, afinal, quem é que não gosta das receitas da Katia Barbosa?
Depois de conversar com o Paulo Yoller e entender que a proposta foi trazer um pouco da comida de boteco carioca pra cá, a combinação passou a ter mais sentido.
O bacon estava super crocante e o Bobó muito saboroso, um dos objetivos do Burger Fest é tirar os Chefs da zona de conforto, e o Meats se saiu muito bem nessa.

Sampa: Burger Bombom, Catupiry com cobertura de alho frito e bacon caramelizado, jalapeños tostados e tomate assado. – R$ 25 na versão Smash / R$ 33 na versão Bombom ou Smash Duplo.

03⁰ – 🥉Lanchonete da Cidade – Uma das mais antigas hamburguerias de São Paulo não poderia ficar de fora dessa lista.
A casa oferece duas criações para o Burger Fest, o Chicago e o Sampa.
O Sampa foi o meu favorito, uma proposta diferente de catupiry com alho frito e pimenta Jalapeño tostada. O Chicago também é um bom hambúrguer, mas gosto bastante de pimenta acabei gostando mais do Sampa.

Crumbs: Pão com gergelim, 135g de blend bovino da casa, queijo cheddar, pickles, cebola caramelizada com bacon bits e molho especial. – R$26,00

02⁰ – 🥈 Vinil Burger – Esse é a prova de que o simples quando bem feito sempre se destaca.
Feito na famosa grelha giratória o Crumbs com burger, queijo cheddar, pickles, cebola caramelizada com bacon bits e molho da casa foi um dos meus favoritos, os acompanhamentos estavam muito bons e a carne saborosa e no ponto perfeito.

Tokio Twist: Pão potato roll, burger de Black Angus 115 gramas, queijo cheddar, onion rings e mayo de wassabi. – R$26,00

01⁰ – 🥇Borger Burger – E o vencedor foi um dos hambúrgueres que eu mais tinha duvida se ficaria bom ou não, com um toque refrescante e picante ao mesmo tempo, o Tokio Twist foi disparado o meu hambúrguer favorito até agora.
A casa também apresentou duas criações para o Burger Fest, e as duas mereceram estar aqui no topo da lista. O Double Bacon Crispy é simples mas e muito bem executado.
No Tokio Twist a maionese de wassabi é presente mas sem dominar o sabor do hambúrguer, ao mesmo tempo que da um toque picante deixa a combinação leve e muito saborosa.
Se você ainda está na duvida de por onde vai começar seu tour do Burger Fest, pode começar pelo Borger Burger sem medo de errar!

Como eu disse, esse não foi um ranking mais detalhado, é só um modo de poder direcionar ao público que acompanhou os storys dos últimos dias onde apareceu muito hambúrguer por lá.

O Burger Fest vai até dia 31 de Maio e com certeza ainda vou em mais algumas casas e para não perder nada, acompanhe os vídeos no instagram @insta_gastronomia http://www.instagram.com/insta_gastronomia

Para mais informações acesse o site do festival em
http://www.burgerfest.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *